Monday, 26 October 2009

Cabeça partida- 25 meses


Era o jantar de aniversário do papá, a ideia era sairmos depois da janta e os miúdos ficavam com a avó Paula em casa.
Parecia tudo simples, subiamos e vestia o pijama ao miudo e lavava os dentes e cama.

Entrámos em casa e fui meter o casaco no quarto.
Ouço o miudo a correr com a irmã e um trambulhão.
Corro e apanho-o do chão enquanto chora muito.
Rita diz: está a deitar sangue!!
Eu: desato a chorar compulsivamente e para mim só via sangue por todo o lado.
Metade assitia o miudo, metade assistia-me a mim que nao saía do chão a chorar.
Fomos com ele para a cuf , pelo caminho tentei cantar musicas do panda para ele nao adormecer.
Saíu de lá com um galo enorme roxo e um penso, hoje em dia já não cosem os miudos felizmente.
Meteram "cola" e uns pensos falsos.
O sebastião foi um valente, deitado na marquesa ainda riu com o noddy no tecto e sorriu para as enfermeiras e disse adeus sem nunca chorar.

Ontem dizia que não queria o doi doi.
Nada a fazer.

De qualquer forma não pára e por este andar vai partir mais vezes a cabeça que o pai.
Eu é que não aguento.

4 comments:

kincaid said...

Só 3 rectificações:
1º a ideia não era adormecê-lo no carro, mas sim acalmá-lo.. adormecer alguém que acabou de partir a cabeça não é boa ideia. Deve-se manter a pessoa acordada.

2º O "já não cosem os miudos" não é bem assim, ele não foi cozido porque o corte não foi muito extenso

3º O penso não era falso, o ponto é que é falso.

ai, ai, estas mães quando ficam em estado de choque...

Acho que se aguentou melhor o puto do que a mãe...

MamaBe said...

1º Fomos com ele para a cuf , pelo caminho tentei cantar musicas do panda para ele NÃO adormecer.

3º sim eram pontos falsos, enganei-me pq o que vejo são pensos.

kincaid said...

desculpa no 1º ponto... é da idade

CM said...

Que aflição... que dor no peito... que aperto... e nós até somos asmáticas, até sabemos o que é ficar sem ar! Mas essa dor, essa aflição é que nos tira de facto o ar... como te entendo! Parecemos tontas sem saber o que fazer!
BJS