Friday, 25 September 2009

1 volta ao quarteirão

Ontem estacionei o carro, tirei o feijão e ele não quis ir logo para a nossa rua.

"Páli páli páli"
 Lá fomos, ele queria era andar e ver as montras, casas, pessoas, ouvir os cães.
Demos a volta ao quarteirão e ainda foi meter-se com a Ana da farmácia.

A partir de agora sempre que fôr possível damos uma volta pela rua ou por outras, antes de ir para casa.
Confesso que o entendo e até a mim me faz muita falta, sendo assim é aproveitar a nossa sintonia.

Hoje de manhã passei pela papelaria da rua e o senhor ofereceu-lhe uma revista do Noddy que trazia um relógio de brinde.
Ficou pasmado com a surpresa e com o relógio que anda a gabar ao pai e ao avô desde algum tempo.
Pediu-me para mete rna mão direita e achei estranho uma vez que é canhoto ma snão disse nada.

Passados 5 minutos pediu-me para mudar para mão a esquerda, ora bem.

Foi todo feliz para a escola mostrar à professora e aos colegas e ela aproveitou para falar sobre relógios.

No comments: